0
Na noite de 4 de Junho do ano em curso, em Lisboa, Frida e Júnior, Bailarinos moçambicanos sagraram-se campeões internacionais de kizomba no concurso Africa dançar Internacional. 

Por sua vez, Neide Álvaro e Jose Alage 
Moçambicanos Naturais da Provincia de Nampula e Residentes Nesta Cidade ocuparam a Terceira Posição, Salietar que eles foram a essa competição (Africa dançar Internacional) graças a força de vontade e com muito trabalho árduo numa altura em que ninguém apostava neles.

Os 4 bailarinos foram ao AfricAdançar em representação de Moçambique. Frida e Júnior (radicados na África de Sul) foram campeões nacionais de kizomba em 2016 e Neide e Alage, de Nampula, são campeões nacionais de kizomba para 2017.

Em 2015, Aly e Neyza foram vice-campeões internacionais e em 2016,  Frida e Junior ocuparam o terceiro lugar a nivel internacional.
Salientar que Aly e Neyza preparam-se para participar no concurso Master Kizomba a ter lugar nos Estados Unidos de América.

Ainda em 2016, Aly e Neyza tornaram-se campeões no concurso internacional Kizomba Open Festival.
Em Maio do presente ano, Helder e Liliane conquistaram o segundo lugar no concurso internacional de UrbanKiz uma dança que tem suas raízes na Kizomba.
Em 2011, Djua Nice conquistaram o título de campeões internacionais. 

A kizomba é uma dança mais praticada actualmente graças a sua divulgação através das redes sociais.
 Nasceu em Angola a partir de danças e festivais populares como Carnaval e Masemba mas foi a partir de Lisboa, capital mundial da kizomba que esta dança internacionalizou-se.  

Reza a história que Mestre Petchú (Angolano Radicado em Portugal) é um dos pioneiros da difusão da kizomba em Lisboa tendo sido o primeiro professor a ensinar Kizomba naquela cidade.

Enviar um comentário

 
Top